terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Abrir

 

Estamos no facebook!

Tumblr_mflwllsaoc1rhb2dqo1_400_large

 

Não sobrou muita coisa por aqui. Dos seus beijos só ficou o mesmo de sempre, o gosto. As mensagens antigas que não quis apagar; as músicas, tão suas, que decidi escutar; como pude? Por todo esse tempo pensar que poderia ser para valer, que fosse de verdade, que fosse saudade e nunca mais solidão. Como pude?

Mas como disse, não sobrou muita coisa por aqui. Não temos o que guardar, jogo-me as páginas de livros, entrego-me a outras vidas, outras rotinas, a outras pessoas que pretendo, só com elas, somente e sempre, me envolver. Sei que é errado viver nessa fuga calma da realidade, mas não tenho outra terapia. Vivo naquele momento que é a hora ideal para calar, serenar, apaziguar todos os sentimos e, se por acaso você voltar, e, se por acaso outro alguém aparece com boas intenções eu sou obrigada a dizer- hoje não, agora não. Não quero sentir nada, além da paz e do silêncio dentro de mim entre o tempo de uma palavra e outra lida.

 

Foto: We heart it

4 comentários:

  1. como dizia o milton, "do seu amor só seu amor não conheci"

    tbm terei um ano de fuga de realidade!

    sorte pra nós!!

    beijo grande!!

    :}

    ResponderExcluir
  2. Sei que é chato, mas recém estou começando meu blog. Se tu puder passar lá e dar uma olhadinha, eu agradeço muito, muito. Se gostar, segue que eu sigo de volta. Obrigada e desculpa o incomodo.
    http://casos-demulher.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. É sempre bom tirarmos um tempo pra gente depois de um amor que nos deixa meio perdidas quando acaba. Aliás, bom não, necessário. Às vezes esquecemos de dar tempo a nós mesmas, sendo que isso é completamente necessário para colocar o coração no seu devido lugar.

    Boa sorte! ;)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. acho que os livros são a melhor terapia pra tudo. Que seja pra esquecer alguém. Gostaria de saber que livro você está lendo, assim só por curiosidade... acho que a leitura conta muito.
    Se gosta de indicações, leia: Só para mulheres - Clarice Lispector. Esse sempre me ajudou muito.

    ResponderExcluir